domingo, 30 de novembro de 2014

DIA DO SÍNDICO


segunda-feira, 3 de novembro de 2014

ANO DA SUPERAÇÃO ...

José Luiz Tejon Megido

Não quero nem saber do governo, da nova presidência. Quero olhar muito mais para o que eu precisarei fazer, comigo, pela minha capacitação. O que precisarei aprender a fazer junto, trabalho em equipe. Aí esta uma área onde a reunião da diversidade, onde a complementação por habilidades distintas, me permitiria crescer na empresa e na minha profissão.
Vou, em 2015, olhar como melhorar a gestão. Existem áreas de desperdício de recursos, dinheiro jogado fora, projetos sem nenhuma possibilidade de êxito e que consomem tempo, energia e tiram o foco. Ah, o foco, não vou perder o foco, e muito menos tempo. Não quero saber da presidência da República, prefiro dizer a quem quer que seja: vocês, sim, é que vão precisar de mim; tanto assim, que tanto faz. Tudo vai depender de mim, das pessoas que tenho, das parcerias que devo estabelecer.
Disruptura, inovação, projetos, segmentos novos, produtos. 2015, ano da superação. E o que significa superação para mim? Criar e produzir valores a partir da própria vida, sob quaisquer circunstâncias. E traduzindo valores: benefícios, o bem, o belo. Em palavras do reino dos negócios, soluções e inspirações que transformam a vida e o lucro dos clientes. Em 2015 vou pensar muito mais em sustentabilidade, em desperdício, num despertar de grandes mudanças.
A mudança não pode ser representada somente pelo outro, ou a coisa do lado de fora, a mudança das mudanças está do lado de dentro. Em 2015 eu não vou botar a culpa em ninguém, não vou reclamar. 2015, ano da superação, ano da minha superação. Vou amar mais, escrever mais, darei aula numa universidade francesa, vou brincar mais, tocar rock & roll. Vou vender mais, liderar mais, doar mais.

Em 2015, a superação sou eu. Ah, e o governo? Como diriam os espanhóis: “gobierno? Se hay gobierno soy contra!”

A luta é nossa, essa luta é minha. Que venha 2015 e que me venha pela frente.